Idolatria do Futebol

Estátua_Nílton_SantosFora as piadinhas sem graça que dizem que a Bíblia é contra o futebol porque Jesus falou em “parábola” (Mt 13), mandou tirar a “trave” (Mt 7) e chamou o juiz de “injusto” (Lc 18); não existe nada nas escrituras que impeça uma pessoa de jogar ou torcer para um time de futebol. Por outro lado, a Palavra de Deus proíbe todo tipo de idolatria (1 Coríntios 10:14; 1 João 5: 21). Um ídolo pode ser feito de madeira, barro e metais preciosos (Êxodo 20:3-6), mas, também pode ser qualquer coisa que tome o lugar de Deus. Os ídolos na maioria das vezes são coisas boas, mas que acabam ocupando o lugar de Deus em nossa vida. Nas palavras de Oliver Cromwell: idolatria é qualquer coisa que esfrie seu desejo por Cristo. Infelizmente, muitos transformam o futebol em um tipo de religião onde a torcida vira igreja; o estádio, templo; os gritos de guerra, hinos; e os craques, pequenos deuses. Esse não deve ser uma realidade para aqueles que se identificam como discípulos de Jesus; mesmo assim, precisamos reconhecer que um cristão pode idolatrar o futebol. Vejamos as características de alguém que está caindo nesse pecado:

  • A pessoa conhece e fala mais em futebol do que da palavra de Deus!

“Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite”. Salmos 1:2

  • A pessoa orgulha-se em se identificar como torcedor de tal time, mas envergonha-se de ser reconhecido como discípulo de Cristo!

“Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego”. Romanos 1:16

  • A pessoa permite que o desempenho de seu time determine seu humor. Quando o time ganha, fica feliz e eufórico; mas quando perde, fica triste e mal-humorado!

“Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei”. Gálatas 5:22,23

  • A pessoa empenha-se ao máximo em converter seus filhos para o seu time de coração, mas não se esforça em vê-los convertidos ao Senhor!

“Ouça, ó Israel: O Senhor, o nosso Deus, é o único Senhor. Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças. Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar. Amarre-as como um sinal nos braços e prenda-as na testa. Escreva-as nos batentes das portas de sua casa e em seus portões”. Deuteronômio 6:4-9

  •  A pessoa briga com os outros, fica irritada e fala até palavrão por causa do futebol!

“Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade”. Efésios 4:29-31

  • A pessoa investe uma fortuna para ser sócio-torcedor, comprar ingressos, pay-per-view, camisetas e souvenirs; mas é extremamente econômico na hora de contribuir para a expansão do reino de Deus!

“Lembrem-se: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá fartamente. Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria”. 2 Coríntios 9:6,7

  • A pessoa acha normal trocar o culto ao Senhor por um jogo de futebol!

“Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas”. Mateus 6:33

Como foi dito no início, não existe nenhum problema em gostar de futebol. O problema acontece quando o futebol esfria o nosso amor por Jesus. A empolgação com o futebol não deve diminuir nossa devoção a Deus. Há lugar e espaço para todas as coisas, porém, devemos tomar o cuidado para que nada tome o lugar de Deus em nossa vida!

Deus o abençoe,

Pr. Alexandre

IECI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *