Estudo Célula 17 – 2011

Olhos que não veem e ouvidos que não ouvem – (Mc 8:1-21)

 Introdução:

Para que serve os nossos olhos?

Para que serve os nossos ouvidos?

E quando um olho não vê? E quando um ouvido não ouve? O que acontece?

Hoje vamos estudar três passagens do Evangelho de Marcos:

A segunda multiplicação (8:1-10)

A incredulidade dos líderes religiosos (8:11-13)

A advertência dada aos discípulos (8:14-21)

Essas três passagens estão relacionadas e nos trazem algumas lições importantes:

I.                     Jesus se revela para todos os que o buscam (8:1-10)

Mais uma vez opera um milagre diante dos discípulos. Esse relato apesar de ser semelhante à primeira multiplicação dos pães e peixes, ele é totalmente distinto:

– Mais uma vez multidão se reúne para estar com Jesus (semelhança)

– Mais uma vez ele tem compaixão daquelas pessoas (semelhança)

– Essa multidão estava a três dias com ele (diferença)

– Os discípulos perguntam onde conseguiriam pão suficiente para alimentar a multidão (semelhança)

– Jesus pergunta quantos pães eles tinham (semelhança)

– Sete pães e alguns peixes pequenos (diferença)

– Organizou a multidão em grupos e deu graças (semelhança)

– Todos se fartaram (semelhança)

– Sobraram sete cestos (diferença)

-Quatro mil homens foram alimentados (diferença)

Apesar das semelhanças e diferenças entre as duas multiplicações dos pães, uma coisa fica muito evidente: O interesse de Jesus em cuidar daqueles o buscam. Eles estavam com Jesus à três dias.

II.                  Jesus não se revela para àqueles que são incrédulos (8:11-13)

Se tinha um grupo de pessoas que tinha condições de ver a atuação de Jesus e de ouvir a sua Palavra, esse grupo era o dos fariseus*.

*Os fariseus eram os líderes religiosos, conheciam a Lei de Deus e acreditavam que a graça de Deus era só para os que guardavam a Lei.

Mas ao invés de crerem em Jesus, os fariseus queriam que Jesus provasse que de fato ele era o Filho de Deus. Eles duvidavam dos seus milagres, queriam uma prova, um sinal dos céus.

Os fariseus eram orgulhos, tinham o coração endurecido, queriam ver para depois crer.

Note a reação de Jesus a esse tipo de pessoa:

  1. Ele suspira profundamente
  2. Ele os questiona e os chama de incrédulos
  3. Ele afirma que não dará nenhum sinal para essas pessoas
  4. Ele se afasta deles

Será que algum de nós não é igual aos fariseus? Será que não colocamos Jesus à prova?Será que não queremos também um sinal do céus para então crer nele?

 

III.                   Que tipo de pessoas nós somos? (8:14-21)

Os discípulos esqueceram-se de levar pão em sua viagem, tinham apenas um. Diante disso Jesus aproveitou para falar de verdades espirituais:

Jesus os adverte contra o fermento dos fariseus e de Herodes. Para que serve o fermento? O fermento serve para fazer a massa crescer, certo? E o que acontece quando colocamos muito fermento? O pão fica bonito por fora e vazio por dentro. Pão com muito fermento não alimenta ninguém e é por isso que Jesus os adverte contra o fermento dos fariseus e Herodes. O fermento significa o mal da incredulidade. Tanto os fariseus quanto o rei Herodes queriam que Jesus fizesse um sinal miraculoso que comprovasse que Ele de fato era o Cristo.

Os discípulos não entendiam o que Jesus estava falando e pensaram que Jesus estava falando do pão físico. O Senhor Jesus, então lhes dá um forte exortação:

-Vocês só se preocupam com o pão (alimento)?

– Ainda não compreendem as verdades espirituais?

– O coração ainda está endurecido?

– Seus olhos não veem?

-Seus ouvidos não ouvem?

-Vocês se esquecem rápido da minha atuação?

– Não multipliquei os pães para cinco mil? Vocês não foram alimentados?

-Não multipliquei os sete pães entre os quatro mil? Vocês não foram alimentados?

O que Jesus estava querendo ensinar aos seus discípulos? Que a esta altura eles já deveriam crer quem Ele era. Eles não deveriam ficar preocupados com o esquecimento dos pães, pois Jesus estava com ele e já tinha dado provas suficientes que nada iria lhes faltar.

Que tipo de pessoa você é? Você crê em Jesus? Ou ainda duvida?Será que existe algo que você ainda duvida que Jesus é capaz de fazer em sua vida?

Você é um crente (aquele que crê)? Ou você ainda é um incrédulo?

 

Oração e desafio para crer em Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *